domingo, 5 de dezembro de 2010

A Fábula Da Tartaruga Apaixonada

Uma tartaruga se apaixonou perdidamente por um tartarugo que vivia na outra margem da beira do rio onde ela morava. Ela o via diariamente caminhando lá do outro lado e suspirava profundamente ao notar que era correspondida, pois não eram poucos os olhares que ele lhe lançava de soslaio. Um dia enchendo-se de coragem resolveu mergulhar e nadar decididamente ao encontro do seu grande amor. No entanto, para sua tristeza, percebeu que o rio estava infestado por ferozes piranhas e que seria impossível atravessá-lo sem ser atacada e, provavelmente, destruída por elas. À partir daí sua vida foi invadida por um imenso vazio, ela entrou numa profunda crise de depressão e seu antigo mundinho, antes na mais absoluta harmonia, mergulhou num caos total.

Dias e semanas se passaram e a coisa ia de mal a pior quando um macaco, que por ali passava, inteirado e penalizado com sua triste história, resolveu ajudá-la orientando-a para que procurasse a Dona Coruja – que era a grande sábia da floresta – pois, com certeza, ela acharia uma excelente solução para o seu doloroso problema.

Foi como se Deus tivesse de repente surgido em sua vida, pois a dica do macaco fez com que seu coração machucado fosse tomado por uma enorme onda de calor e de felicidade.

Saltitante, dentro dos limites que tal procedimento poderia ser vivido por um animal da sua espécie, ela rumou na direção da casa da Dona Coruja e lá chegando lhe relatou o seu tanguesco drama.


Após ouvi-la – expressando corporalmente os trejeitos de impaciência com que os sábios costumam brindar os menos favorecidos que buscam sua ajuda – Dona Coruja sentenciou: Ora minha filha, se este é o seu problema a solução é muito simples. Vá até a beira do rio onde mora, dê três pulinhos no ar e se transforme numa piranha.Mergulhe, então na água e nade até o outro lado, pois como piranha, em hipótese alguma, eu lhe garanto, você será incomodada por outras piranhas. Lá chegando saia d’água e dê novamente três pulinhos no ar e volte ser a tartaruga que sempre foi e aí, minha querida, se atire nos braços – ou melhor dizendo, no casco – do seu grande amor e seja muito, mas muito, feliz mesmo.

A tartaruga saiu dali atônita de felicidade e perplexa por não ter percebido como às vezes na vida as soluções para as grandes questões existenciais podiam ser tão simples. É, mas pensou com seus botões, o que seria de nós simples e mortais tartarugas se não existissem os seres geniais como a Dona Coruja para facilitar nossos caminhos.

Batendo provavelmente o recorde mundial de corrida de tartarugas ela chegou à beira do rio onde tudo começou e, nem é preciso dizer, foi logo dando os três pulinhos no ar. Após tentar diversas vezes descobriu que não conseguiria virar piranha nem por decreto do Lula e concluiu que, por ser meio distraída e dispersa, talvez não tivesse compreendido corretamente a explicação da Dona Coruja que viabilizaria a tão desejada transformação.

Resolveu, então, procurar novamente a grande sábia e com a humildade característica dos inocentes que acreditam em tudo falou: Dona Coruja a senhora é um ser extraordinário e sinto-me muito envergonhada por ter de lhe dizer que não entendi direito a sua explicação sobre o que eu devia fazer para virar piranha. Com toda certeza não dei os três pulinhos no ar da forma certa e por isso apesar de ter pulado mais de umas trezentas vezes a coisa não funcionou. Portanto, eu queria que a senhora me explicasse melhor a técnica dos três pulinhos no ar, pois desta vez garanto-lhe que não fracassarei.

Então, olhando-a por cima de seus óculos Dona Coruja proferiu com rispidez: Veja bem minha filha a solução eu lhe dei mas colocá-la em prática fica totalmente por sua conta.

Vivemos num mundo de pseudo-sábios, altamente especializados em produzir soluções deste tipo e que ganham espaço na mídia em geral por que estão ligados a fontes que os editores consideram quentes, confiáveis e, em muitas ocasiões, com toda a certeza, profundamente agradáveis.

Talvez devessem existir leis que obrigassem soluções teóricas estarem vinculadas a resultados práticos comprovados sob pena, em caso contrário, das fontes produtoras das mesmas se tornarem passíveis de serem enquadradas criminalmente por prática de falsidade intelectual.

A Engenharia Dimensional é um conjunto de teorias e métodos, envolvendo Matemática, Engenharia de Computação, Psicologia e Física Quântica, que tem como objetivo fundamental modificar intencionalmente para melhor a vida das pessoas, a partir do entendimento de que vivemos Dimensões de Realidade bem particulares, criadas pelas Experiências Interiores que nossos nomes nos fizeram viver nas 9 Salas do Inconsciente Humano, e que, na sua grande maioria, elas criam muitas dificuldades para seus portadores, devido ao fato de 99,99% dos pais escolherem nomes para seus filhos com base em critérios puramente estéticos.

Só para sair da teoria e entrar um pouco na prática saiba o seguinte:

Toda vez que você se propõe a realizar algo é necessário focar um alvo e depois detonar a sua energia na direção dele. Este é um dos princípios fundamentais que dão forma a nossa capacidade de concentração. Em Português as letras B, K e T acionam no nosso inconsciente a nossa capacidade de focar enquanto que as letras G, P e Y acionam a nossa capacidade de nos energizarmos intensamente em direção a um alvo estabelecido pelo foco. Quem não tem pelo menos uma letra de cada um destes dois grupos no seu nome completo torna-se super disperso comportamentalmente falando e comprime as malhas de partículas do universo com uma força de gravidade negativa que produz como retorno um vento de eventos que atuam o tempo todo dispersando seus processos de conquista. A falta de acionamento destes dois grupos de experiências (as Salas 2 e 7 do Inconsciente Humano) pelo nome completo de uma pessoa faz o universo conspirar o tempo todo contra ela, tornando seus caminhos bem mais árduos de serem percorridos do que deveriam ser.

Os nomes a seguir foram inventados para funcionarem como exemplos do que foi dito e não estão ligados a quaisquer pessoas que façam parte do meu círculo de conhecimentos pessoal ou profissional.

Orlando Zurdan de Allencar
Helena Queiroz Marzinon Lima
Luana Marcondez Alennzi
João Luiz Vidal Sincrelis

Nomes aparentemente normais eles criariam para seus donos, caso estes existissem, dificuldades existenciais muito grandes.

Olha, não é fácil se criar bons nomes sem um conhecimento profundo de Engenharia Dimensional.

Por outro lado, o que é importante você saber é que tudo isto pode ser completamente modificado, pois é possível se reescrever o roteiro da história da sua vida para que ela se torne muito mais fácil de ser vivida e repleta de realizações e conquistas felizes.

Este é a função básica da Engenharia Dimensional, ou seja, a de escrever novos, e melhores, roteiros para a vida das pessoas.

É mágica? Não, apenas conhecimento do mesmo tipo que se usa para consertar uma televisão com defeito.

Gilson Chveid Oen
Numerologia Científica e Engenharia Dimensional
e-mail: gilson@gilsonchveidoen.com.br
Fone: (0xx) (21) 3816-5228

Copyright 2010 por Gilson Chveid Oen
Todos os direitos relativos a esta obra são reservados ao autor, sendo totalmente proibida a transcrição integral, ou parcial, das idéias contidas na mesma, sem a sua prévia autorização por escrito



3 comentários:

  1. AMEI, a FABULA e a explicação das duas letras no nome p/"tudo" na vida ir bem melhor. Uma pergunta de um leigo ....rsrsrs....no estudo da Engenharia Dimensional etc....EU posso trocar no meu nome a letra I p/ Y ? Simplesmente passar a usar o Y ? Falo pque no meu nome ja tem a outra letra importante. No caso ficaria com as duas letras super poderosas !!!! Eu gostaria mesmo de saber é se é só passar a usar MESMO as duas letras, ou a necessidade da "burocracia" - registro, etc... - ? Muito Obrigado -

    ResponderExcluir
  2. SR GILSON,
    DESPERTEI PARA SABER SOBRE A ENERGIA DO MEU NOME. COMO FAZER?
    ÂNGELA MARIA MANGABEIRA CAMPOS ALVES - PSICANALISTA

    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  3. Gilson, admiro muito o seu trabalho e estou praticando os mantras e assistindos aos praamzes diariamente.
    Sinto minha vida mudando e tenho certeza que para melhor.
    Mas lendo esse texto percebi que meu nome tem apenas uma das letras sugeridas "P" não contendo qualquer das letras que acionam o inconsciente quanto ao foco.. e percebo isso claramente na minha vida.. falta foco, as metas se perdem no caminho..
    Será que necessariamente tenho que acrescentar uma dessas letras ao meu nome??
    Obrigada e Tudo perfeito e maravilhoso 2011

    ResponderExcluir